Museus do RN perdem verba de R$ 100 mil para modernização de prédios

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) divulgou a lista dos 28 melhores projetos apresentados para a obtenção de recursos federais. Cada projeto receberá R$ 100 mil, e o Rio Grande do Norte não foi contemplado. Isso porque a Fundação José Augusto ficou em 32º lugar, a Prefeitura de Major Sales obteve a 97% posição e a Sociedade Amigos da Pinacoteca Potiguar ficou na 130º colocação.

A Fundação José Augusto apresentou um projeto visando à preservação e manutenção do patrimônio arquitetônico, histórico e cultural do Estado. A prefeitura de Major Sales mostrou o projeto Museu Vivo: cultivando, educação, arte e memória. Já a Sociedade Amigos da Pinacoteca Potiguar deu ênfase ao projeto intitulado apoia a atividades museológicas e culturais no RN.

De acordo com uma nota técnica do Ibram, “o processo é público, porém a avaliação pela comissão de seleção é de acesso restrito”. “Somente as instituições participantes podem solicitar a sua própria avaliação. Neste momento estamos em período recursal. Assim, cada instituição pode encaminhar formulário de recurso para análise pela Comissão de Seleção que é autônoma em suas deliberações”, informou o órgão.

Durante a avaliação dos projetos, o Ibram levou em consideração questões como, por exemplo, histórico, significância, alinhamento às diretrizes da Política Nacional de Museus – PNM, diversificação, democratização do acesso e acessibilidade, ações e estudos estratégicos para modernização de instituição museológica, adaptação de estrutura física para acessibilidade, desenvolvimento de capacitação específica do campo museológico para os servidores/colaboradores da instituição, ações de preservação do patrimônio museológico, ações de difusão, divulgação e promoção institucional, ações de prevenção de riscos ao patrimônio museológico, entre outros.